fbpx

SEO – Como criar a estratégia certa de marketing de conteúdo

Fornecer conteúdo que atenda melhor às necessidades dos usuários é certamente a principal preocupação de muitos profissionais de SEO desde a atualização do algoritmo Hummingbird e o subsequente barulho em torno do RankBrain.

Parece bastante fácil na teoria, mas o que isso realmente significa na prática?

Muitos profissionais especialistas em SEO, acreditam que eles já estão fazendo isso dirigindo sua estratégia de conteúdo em virtude da pesquisa de palavras-chave sozinha.

O problema de usar unicamente palavras-chave para orientar sua estratégia de conteúdo é que nem todas as necessidades de conteúdo de seu público são capturadas na pesquisa.

Pesquise com o seu profissional de atendimento ao cliente mais próximo quais perguntas eles respondem todos os dias; podemos garantir que você não encontrará todas essas perguntas com volume de pesquisa em uma ferramenta de pesquisa de palavras-chave.

A pesquisa de palavras-chave também pode levá-lo a desenvolver um conteúdo que sua marca realmente não deveria estar criando, porque você não tem nada a mais pra falar sobre esse assunto.

Claro, você pode acabar aumentando o tráfego orgânico, mas será que eles vão converter clientes?

Afastar-se de uma estratégia de conteúdo orientada por palavras-chave e em uma estratégia centrada no público o colocará em um lugar melhor para a criação de conteúdo de SEO que seja convertido.

Não nos entenda mal – ainda há um lugar importante para pesquisas de palavras-chave. Mas isso acontece mais tarde nesse processo, depois de você já ter se aprofundado sobre o seu público e na experiência de sua própria marca.

Essa é uma abordagem em que os melhores profissionais de marketing de conteúdo se destacam. E é algo que os especialistas em SEO também podem utilizar, pois se esforçam para fornecer conteúdo mais relevante e de melhor qualidade para seus públicos-alvo.

Como uma estratégia de conteúdo focada no público pode ser diferente de uma estratégia de conteúdo focada em palavras-chave?

Uma estratégia de marketing de conteúdo começa com o público-alvo e mergulha mais fundo na compreensão da experiência e da proposta de valor exclusiva da sua marca.

A pesquisa de palavras-chave é ótima para descobrir como as pessoas procuram tópicos relevantes para sua marca, mas isso é limitante quando se trata de compreensão do público.

Então, pense em uma das jornadas de seu cliente em potencial para a conversão.

A busca é o único canal que eles utilizam para obter informações? Se você coletar informações de leads ou exibir anúncios de remarketing, esperamos que não.

Assim sendo, por que sua compreensão do público deve ser limitada à pesquisa de palavras-chave?

Uma estratégia de conteúdo é um plano abrangente que aborda questões como:

  • Quem é meu público?
  • Quais são os seus pontos de dor e necessidades?
  • Quais tipos de conteúdo essas pessoas querem consumir?
  • Onde estão conversando atualmente (on-line ou off-line)
  • Qual experiência única nossa marca oferece?
  • Como podemos combinar nossa experiência com as necessidades do nosso público?
Encontrando seu ângulo de conteúdo exclusivo

A chave para se conectar ao seu público é desenvolver um ângulo de conteúdo exclusivo que encontre interseções entre o conhecimento da sua marca e os pontos problemáticos do seu público.

O Content Marketing Institute refere-se a isso como uma “inclinação de conteúdo” porque envolve pegar um tópico maior e incliná-lo do seu jeito. Definir a experiência da sua marca pode ser mais difícil do que parece realmente.

Não é incomum que as marcas digam que seu produto é o que as torna únicas, mas se houver um concorrente com o mesmo produto geral, não é único. O que torna sua organização diferente dos concorrentes?

Você pode estar pensando … então eu só posso escrever conteúdo que se encaixa nessa inclinação? Isso não é limitante?

Como profissional em SEO, pode ser muito difícil deixar de lado algumas oportunidades de palavras-chave que existem se elas não se encaixarem na estratégia de conteúdo.

E é verdade que provavelmente existem algumas palavras-chave por aí para as quais você pode criar conteúdo e aumentar seu tráfego orgânico.

Mas se eles não se encaixam nas necessidades do seu público-alvo e na experiência da sua marca, será o tipo de tráfego que vai converter? Provavelmente não.

Certamente não é suficiente para gastar recursos em criação de conteúdo e para se distrair de seu objetivo estratégico maior.

Como construir sua estratégia de conteúdo SEO

1. Defina seus objetivos

Primeiro de tudo, comece pelo final. O que você está finalmente tentando realizar? Você quer aumentar os leads em uma determinada porcentagem?

Você quer aumentar um certo número de vendas? Você está tentando direcionar os assinantes para um boletim informativo?

Documente esses objetivos primeiro. Isso ajudará você a descobrir que tipo de conteúdo você deseja criar e quais devem ser os calls to action.

2. Identifique seu público-alvo e seus principais problemas

O próximo passo é identificar quem você está segmentando com seu conteúdo. Há muitas pessoas à sua disposição para ajudá-lo nessa parte do processo. Dentro da sua organização, considere conversar com essas equipes:

  • Serviço ao cliente
  • Vendas
  • Suporte técnico
  • Gestão de produtos
  • Marketing de produto
  • Marketing de mídia social

Estas são frequentemente as pessoas que mais interagem com os clientes. Então, descubra o que seu público está enfrentando e qual conteúdo pode ser criado para ajudar a responder às perguntas deles.

Você também pode fazer algumas dessas pesquisas por conta própria, pesquisando fóruns e mídias sociais.

Subreddits dentro do Reddit relacionados ao seu tópico podem ser uma mina de ouro. Outras vezes, há grupos ativos e relacionados em plataformas de mídia social como o LinkedIn e o Facebook.

Se alguma vez esteve no grupo MozCon no Facebook, sabe quanto conteúdo pode ser criado respondendo a perguntas comuns que as pessoas têm relacionadas com SEO.

3. Determine o conhecimento exclusivo de sua marca.

Mais uma vez, aprofunde-se e descubra o que torna a sua marca verdadeiramente única. Provavelmente não é o produto em si. 

Pense em quem são seus especialistas e como eles contribuem para a organização. Pense em como seus produtos são desenvolvidos.

Mesmo a perícia que pode parecer chata na superfície pode ser extremamente valiosa.

Marcus Sheridan falou algumas vezes – e ele tem uma das histórias de sucesso mais convincentes sobre não ter medo de ficar perito em um nicho somente. Ele teve um negócio de instalação de piscina e lutou até que ele começou a blogar.

Ele sabia que sua especialidade era em piscinas – comprar piscinas de fibra de vidro, especificamente. Ele respondeu a todas as perguntas que ele poderia pensar relacionadas a esse processo de compra e se tornou o líder mundial em piscinas de fibra de vidro.

É um tema fascinante? Não. Mas é útil para o público exato que ele queria alcançar. Não há centenas de milhares de pessoas procurando informações on-line sobre piscina de fibra de vidro, mas as que estão pesquisando são as que ele queria capturar. E ele fez.

4. Descobrir sua inclinação de conteúdo

Agora, coloque suas respostas para os números 2 e 3 e descubra como será seu ângulo de conteúdo exclusivo.

5. Desenvolva uma lista de tópicos de conteúdo em potencial com base na sua inclinação de conteúdo.

É hora de debater tópicos. Agora que você conhece seu conteúdo, é muito mais fácil criar tópicos sobre os quais sua marca deveria criar conteúdo.

Além disso, são tópicos sobre os quais você sabe que seu público se importa!

Esse é um bom passo para envolver outras pessoas de toda a organização, de departamentos como vendas, gerenciamento de produtos e atendimento ao cliente.

Apenas certifique-se de que sua inclinação de conteúdo está clara para eles antes do brainstorm para garantir que você não saia do curso.

6. Realizar pesquisa de palavras-chave

Agora que você tem uma lista de bons tópicos de conteúdo, é hora de mergulhar na pesquisa de palavras-chave de long tail e descobrir os melhores destinos de palavras-chave em torno dos tópicos.

Existem muitas ferramentas boas para ajudá-lo nisso. Aqui estão alguns:

  • Moz Keyword Explorer (freemium): Se você tiver, é uma ótima ferramenta para descobrir palavras-chave como perguntas, observando o cenário competitivo de palavras-chave e encontrando outras palavras-chave relacionadas ao seu tópico.
  • Keywordtool.io (gratuito): Uma das únicas ferramentas de descoberta de palavras-chave que oferece pesquisa de palavras-chave pelo mecanismo de pesquisa. Se você estiver procurando por palavras-chave do YouTube ou da App Store, por exemplo, essa é uma ótima ferramenta de geração de ideias.
7. Crie um calendário editorial

Com base nas suas descobertas de pesquisa de palavras-chave, desenvolva um calendário editorial para o seu conteúdo. 

Certifique-se de incluir o (s) destino (s) da sua palavra-chave. Por isso, se você tiver alguém desenvolvendo o conteúdo, ele saberá o que é importante incluir nele.

Aqui estão alguns recursos para verificar se você está começando:

8. Determine como medir o sucesso

Depois de saber qual conteúdo você vai criar, você precisará descobrir como avaliar o sucesso.

Você pode ter métricas importantes através de Leads para um conteúdo fechado ou conversão de vendas, que podem levar um determinado tempo.

Também é possível aferir as entradas orgânicas para o seu conteúdo não divulgado. Em conclusão, se as entradas orgânicas estivessem crescendo (ou não crescendo) de forma desproporcional aos leads, como resultado devem ser feitas análises mais profundas em quais partes do conteúdo a conversão acontece melhor e quais partes, não, e assim se ajustariam o que fosse necessário.

9. Crie conteúdo!

Agora que todas as peças estão lá, é hora de fazer o trabalho de criação. Essa é a parte divertida!

Com seu conteúdo em mente e sua pesquisa de palavras-chave concluída, reúna as informações ou pesquisas necessárias e defina como deseja que o conteúdo seja.

Depois de criar seu conteúdo e lançá-lo, como em qualquer trabalho de SEO, você terá um tempo até ver qualquer resultado.

Certifique-se de criar um relatório ou painel com base em suas metas de conteúdo para que você possa acompanhar o desempenho de seu conteúdo regularmente.

Se você achar que o crescimento não como o planejado depois de vários meses, é uma boa ideia voltar à estratégia de conteúdo e avaliar se você está certo.

Citando Joe Pulizzi, pergunte-se: “E se nosso conteúdo desaparecesse? Isso deixaria uma lacuna no mercado?”

Se a resposta for não, então é definitivamente hora de rever sua inclinação. Essa é a peça mais difícil de acertar, conseguindo planejar ela direitinho, os resultados serão incríveis.

Fonte: https://moz.com/blog/build-content-marketing-strategy

Comment

EnglishPortuguese